Blog do Ayala - Polícia Comunitária

CONSEG – Conselho Comunitário de Segurança

Os Conselhos Comunitários de Segurança tem como finalidade informar e encaminhar às autoridades competentes, por intermédio da SUPROC – Subsecretaria de Programas Comunitários da Secretaria de Segurança Pública, propostas ou subsídios para elaboração legislativas em prol da segurança da comunidade.(CONSEG, Conselho Comunitário de Segurança, SUPROC, SSP/DF, Ceilândia)

CONSEG

Conselho Comunitário de Segurança

logo conseg1 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança      POL.COMUNITARIA PCDF.2 300x124 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança

É um dispositivo legal ao alcance de toda a comunidade. È uma porta aberta mensalmenteCONSEG 150x135 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança para o cidadão comum ou grupo organizado apresentar às autoridades que compõem a mesa suas reclamações, reivindicações e observações acerca dos problemas identificados na comunidade em que vive.

Na prática, como funciona?

  • Acontece uma vez por mês, em regra no auditório da Administração Regional de sua cidade (DF), em horário adverso do horário comercial (à noite) para que a maioria tenha oportunidade de participação.
  • A mesa é composta pela diretoria do CONSEG (presidente), e pelas autoridades representativas: PCDF, PMDF, CBM-DF, DETRAN, SUPROC/SSP, ADM REGIONAL, DEFESA CIVIL, AGEFIS, etc.

Brasão OFICIAL da PCDF 126x150 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança logo pmdf  150x150 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança  LOGO CBMDF 150x150 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança Detran DF 129x150 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança  suproc 150x150 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança ceilandia adm3 114x150 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança Defesacivil 150x133 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança

Como é a dinâmica?

O presidente do CONSEG inicia a reunião lendo a ata da reunião Conseg 3 150x112 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurançaanterior, e quando necessário expõe algumas demandas resolvidas e logo passa a palavra para o público.

Todas as pessoas têm a oportunidade de se manifestar e o representante de área provocada anota a reivindicação ou reclamação, e depois que todos do público exerceram oportunidade a mesa, aleatoriamente, responderá todas asReunião do Conseg 150x106 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança demandas ali colocadas, podendo, inclusive, ser naquela oportunidade estipulado prazo de atendimento à questão colocada.

De fato, é uma grande oportunidade cívica e democrática, oportunidade de exercício de cidadania sem precedentes que grande parte da população não têm conhecimento e/ou não demonstra interesse.

__________________________________________________________________________

PARTICIPE DO CONSEG

     MENSALMENTE!

Ligue para o Coordenador dos Consegs, Mj. Paulo André, telefones 9139-2476 ou 3233-0139 e se informe sobre local e data do CONSEG de sua cidade, exerça o poder de cidadania que você tem.

__________________________________________________________________________

Os Consegs são coordenados pela Secretaria de Segurança Pública do DF através da SUPROC – Subsecretaria de Programas Comunitários como um dos órgãos executivos do sistema.

Trata-se de um segmento complementar da política de segurança pública,CONSEG.3 150x100 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança no aspecto de relacionamento e interação com as comunidades locais. Tem como objetivo resgatar e fortalecer a necessária confiança da sociedade nas instituições de segurança do Distrito Federal.

Os CONSEGs são instrumentos de grande eficiência em que se estabelece sólida relação entre a comunidade e o governo, buscando a mobilização de todos os segmentos estatais e sociais com o objetivo de identificar, planejar e avaliar as soluções possíveis para os problemas de segurança pública e defesa social.

O que são os Conselhos Comunitários de Segurança – CONSEGs ?

São entidades comunitárias privadas de cooperação voluntária com a política de segurança pública e defesa social do Distrito Federal, constituídas por pessoas de uma mesma comunidade que se reúnem com autoridades públicas para discutir, analisar, planejar, avaliar e acompanhar a solução de seus problemas de proteção social, assim como para estreitar laços de entendimento e cooperação entre as várias lideranças locais.

Constituem canal privilegiado para o direcionamento dessas ações, mediante parceria do governo com a comunidade na consecução do objetivo comum que é o bem estar de todos.

CONSEGS 300x112 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança

Quais são os CONSEGs ?

São integrados pelos Conselhos Comunitários de Segurança das Regiões Administrativas – CONSEGs/RA e Conselhos Comunitários Especiais de Segurança – CONSEGs/ESPECIAIS, constituídos cada um por uma Diretoria composta pelo Presidente, Vice-Presidente, Diretor Comunitário, Primeiro Secretário e Segundo Secretário, escolhidos dentre representantes da comunidade.

CONSELHO DE SEGURANÇA COMUNITÁRIA DO DISTRITO FEDERAL

Saiba quem são os Presidentes e Vice-presidentes dos Conselhos de Segurança Comunitários  do DF:

Taguatinga

Presidente: José Paulo Santos

Vice-presidente: Luiz Claudio da Silva Brito

Riacho Fundo I

Presidente: João Paulo Fonseca e Souza

Vice-presidente: Marli Maria da Conceição Silveira

Itapoã

Presidente: Raimundo Nonato de Lima Andrade

Vice-presidente: Alessandro Bento dos Santos

Sudoeste Octogonal

Presidente: Reinaldo Araújo Barreto

Vice-presidente: Elber Rocha Barbosa

Paranoá

Presidente: Railda Ribeiro de Carvalho

Vice-presidente: Edson Ribeiro de Carvalho

Águas Claras

Presidente: José Júlio de Oliveira

Vice-presidente: Carlos Neto Santos Mendonça

Ceilândia

Presidente: Maria De Fatima Ribeiro dos Santos Gomes

Vice-presidente: Henrique Nelson Mesquita

Cruzeiro

Presidente: Tiago Mendes Vieira

Vice-presidente: Evaldo Fernandes Bezerra

Gama

Presidente: Maria Antônia Rodrigues Magalhães

Vice-presidente: Luis Maurício Alves Magalhães

Park Way

Presidente: Ricardo Luiz de Miranda Valle

Vice-presidente: Marcela Akike Machado

Santa Maria

Presidente: Carlos Alberto da Silva

Vice-presidente: Marcos de Araújo

Jardim Botânico

Presidente: Gilmo Soares de França

Vice-presidente: Gilvam dos Santos

Lago Sul

Presidente: Gilson da Guia Araújo Barbosa

Vice-presidente: Marco Aurélio Cerqueira Abrantes

Sobradinho I

Presidente: Juvenal Marques De Souza

Vice-presidente: Laércio Carlos Rodrigues

Estrutural

Presidente: Solange Almeida Batista

Vice-presidente: Eliane Ribeiro da Silva

Fercal

Presidente: Delson da Costa Matos

Vice-presidente: Gerson Francisco de Souza

Área Rural do Paranoá

Presidente: Antônio Alves Cavalcanti

Vice-presidente: Ivanildo Medeiros da Nóbrega

Planaltina

Presidente: Nilton Vaz da Silva

Vice-presidente: Maria da Conceição de Brito Dantas

Brasília

Presidente: Saulo Santiago Manso Pereira

Vice-presidente: Marly Bezerra Batista

Área Rural de Brazlândia

Presidente: Ricardo José de Alcantara

Vice-presidente: Maria do Carmo Viana de Godoy

Brazlândia

Presidente: Valmir Reinaldo da Silva

Vice-presidente: Ana Maria Batista da Silva de Azevedo

Área Rural do Gama

Presidente: Joaquim Laerte Alves Florindo

Vice-presidente: Lourival Lins França

Guará

Presidente: Antônio Sena Magalhães Silva

Vice-presidente: Joaquim Soares Gurgel

Lago Norte

Presidente: Maria Gorete Rodrigues dos Reis

Vice-presidente: Florentino José Teobaldo dos Reis

Vicente Pires

Presidente: Valdenis de Deus Alves Silva

Vice-presidente: José Faustino de Paula

Varjão

Presidente: Fabiano Antônio Vilaça

Vice-presidente: Joana Regina da Silva

Riacho Fundo II

Presidente: Gilvan Pereira dos Santos

Vice-presidente: Dilma Bezerra Leite

Núcleo Bandeirante

Presidente: Roberto Ferreira de Paula Carvalho

Vice-presidente: Edílio Carlos de Camargo

Sobradinho II

Presidente: Estevão Souza dos Reis

Vice-presidente: Francisco Antônio de Albuquerque

Candangolândia

Presidente: Túlio Hostilio Rocha Cirilo

Vice-presidente: Maicon Conceição Costa

Recanto das Emas

Presidente: Agenor Alves de Oliveira

Vice-presidente: Aldina Reinaldo da Silva

Samambaia

Presidente: Diego da Silva França

Vice-presidente: Maria da Guia Melo

São Sebastião

Presidente: Gutemberg Carvalho Lima

Vice-presidente: Raquel de Oliveira Sepulveda

Para que existem os CONSEGs ?

Identificar e mobilizar os segmentos representativos da comunidade para, juntos com os órgãos do sistema de segurança pública e defesa social do Distrito Federal, promoverem o planejamento de programas de prevenção à violência, à criminalidade e a outros fatores envolvidos na problemática dos fenômenos da segurança pública e defesa social.

Possibilitar a integração entre a comunidade mobilizada e as autoridades locais de segurança pública e defesa social.

Realizar estudos para promoção de cursos de capacitação dos segmentos da comunidade, sobre medidas de proteção social.

Promover a articulação com outros órgãos públicos, visando ao planejamento e a execução de medidas necessárias à preservação da ordem pública.

Apresentar sugestões e propostas às autoridades, que resultem em leis de interesse à proteção social.

Qual é a fundamentação jurídica ?

Decreto nº 24.101, de 25.09.2003, e Decreto nº 26.291, de 18.10.2005, do Governo do Distrito Federal, com base em princípio previsto no artigo 144 da Constituição Federal, que afirma ser a segurança pública dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

Regulamentado também pelos seguintes dispositivos:

PORTARIA Nº 140 de 06/09/2004

PORTARIA Nº 194 de 10/11/2004

PORTARIA Nº 31 de 18/04/2005

PORTARIA Nº 128 de 22/09/2005

DECRETO Nº 26.291 de 19/10/2005

Quem integra ?

Integram os Conselhos Membros Governamentais Efetivos, ou seja, autoridades do sistema de segurança pública e defesa social do Distrito Federal ou, conforme o caso, de acordo com as características do Conselho, de outros órgãos públicos, com participação obrigatória nas reuniões mensais, e Membros Colaboradores, estes representantes de entidades comunitárias legalmente constituídas, como associações locais, clubes de serviço, organizações religiosas, organizações da sociedade civil de interesse público – OSCIP, organizações prestadoras de serviços relevantes à coletividade, dentre outras de mesma natureza.

Quem pode participar ?

Qualquer pessoa idônea que esteja disposta a colaborar com o bem-estar da comunidade.

O interessado pode integrar a Diretoria do Conselho, submetendo-se a eleição regulamentar, ou colaborar com as atividades oferecendo propostas, sugestões e ideias para melhoria do atendimento estatal no âmbito da segurança pública e defesa social, como também participando de debates sobre os meios e formas com que cada comunidade organizada possa colaborar com os órgãos públicos.

Quem são os Membros Colaboradores ?

São membros colaboradores, mediante prévio registro nas secretarias dos respectivos Conselhos, os representantes de entidades comunitárias com atuação efetiva na área funcional e territorial do Conselho, indicados oficialmente dentre integrantes do seu corpo social.

Quem são os membros governamentais efetivos ?

São as autoridades locais representantes da Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Departamento de Trânsito, Administração Regional e, quando o assunto em pauta exigir, de outros órgãos públicos afins.

Finalidades dos CONSEGs

- Constituir canal privilegiado pelo qual a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social – SSPDS obterá subsídios da sociedade para otimizar a atuação dos órgãos de segurança pública e defesa social do Distrito Federal, em benefício do cidadão e da comunidade;

- Congregar as lideranças comunitárias afins, conjuntamente com as autoridades locais, no sentido de planejar ações integradas de segurança que resultem na melhoria da qualidade de vida da comunidade e na valorização dos integrantes do sistema de segurança pública e defesa social;

- Auxiliar as autoridades na definição e execução de ações prioritárias de segurança pública e de defesa social;

- Mobilizar a comunidade, visando à solução de problemas que possam trazer implicações à segurança pública e à defesa social;

- Estimular o desenvolvimento de valores cívicos e comunitários;

- Sugerir programas motivacionais, visando a maior produtividade dos agentes de segurança pública e defesa social da área, reforçando sua auto-estima e contribuindo para reduzir os índices de criminalidade;

-Incentivar a integração e a interação entre a comunidade, as lideranças comunitárias afins e as instituições de segurança pública e defesa social;

- Promover palestras, conferências, fóruns de debates, campanhas educativas e outros empreendimentos culturais que orientem a comunidade na percepção de riscos à sua segurança;

- Realizar estudos e pesquisas com o fim de proporcionar o aumento da segurança na comunidade e maior eficiência dos órgãos integrantes da segurança pública e defesa social, inclusive mediante convênios ou parcerias com instituições públicas e privadas;

- Encaminhar às autoridades competentes, por intermédio da Subsecretaria de Programas Comunitários – SUPROC/SSPDS, propostas ou subsídios para elaboração legislativa em prol da segurança e defesa social da comunidade;

- Levar ao conhecimento das autoridades públicas as reivindicações e queixas da comunidade.

Onde obter mais informações ?

Para maiores esclarecimentos, sugerimos o acesso, na internet, do portal da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Distrito Federal (http://www.ssp.df.gov.br), especificamente na página da Subsecretaria de Programas Comunitários – SUPROC, onde também se encontram as normas de interesse do programa, a agenda de reuniões mensais de cada Conselho Comunitário de Segurança, consignando a data, horário e local dos encontros, e o modelo da ficha de cadastramento das entidades representativas, para inscrição nos Conselhos.

__________________________________________________________________________

CONSEG CEILÂNDIA

O Conseg Ceilândia é dirigido pela presidente eleita MARIA DE FÁTIMA RIBEIRO DOS SANTOS GOMES,FATIMA PRES.CONSEG CEILANDIA 113x150 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança a qual está a frente desde 2007. Fátima disse que até o momento o CONSEG é itinerante e acontece setorialmente, isto é, os encontros comunitários acontecem uma vez por mês em vários setores da cidade, por não haver um lugar regular e centralizado. Que o ideal seria que houvesse um local fixo, de fácil acesso para os quatro cantos de Ceilândia, um local acessível ao alcance do transporte público para a comunidade em geral, como por exemplo no auditório da ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE CEILÂNDIA.

Fátima informou que o próximo encontro será no dia 31 de agosto, às 20h., no auditório daquela Administração Regional, sedida gentilmente pelo Administrador Ari de Almeida, e nesta oportunidade conclama toda a comunidade a prestigiarem este encontro de relevante expressão de cidadania.

Fátima esclarece que nestes últimos cinco anos à frente do CONSEG testeminhou inúmeras açõesCONSEG CEILANDIA.1 150x86 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança governamentais em prol da comunidade de Ceilândia originadas em reivindicações colocadas no encontro do CONSEG CEILÂNDIA.

CONTATO CONSEG CEILÂNDIA:

9947-7444 / 8417-7991 / mariafrsg@hotmail.com

CONSEG CEILANDIA.2 150x112 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança CONSEG CEILANDIA.3 150x100 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança CONSEG 150x135 CONSEG   Conselho Comunitário de Segurança

CLIQUE NO NOME DA PÁGINA, Clique no “F” ou no “Passarinho Branco” abaixo e compartilhe com sua rede    social este post.

Não se esqueça de deixar um COMENTÁRIO

4 comments

  1. Francisco Leandro Neto disse:

    Boa noite senhor Ayala,
    A título de colaboração, gostaria de lhe informar que: o Presidente do CONSEG Jardim Botânico não é mais o senhor Jorge Bento da Silveira. A eleição para esse ato foi anulada conforme decisão do Secretário de Segurança do Distrito federal. Veja….
    http://www.ssp.df.gov.br/sites/100/164/00001369.pdf

    O novo Presidente do CONSEG Jardim Botânico é o senhor Gilmo Soares de França – e-mail: gilmo.gsf@gmail.com

  2. Boa tarde companheiros, vimos através desta manifestar nossa preocupação com a noticia de que estão querendo retirar a viatura do policiamento ambiental do Núcleo Rural Taquara, coisa que não podemos permitir, pois o índice de violência aqui é bastante alto, mesmo não estando nas estatísticas, e pedimos as autoridades que não permitam esse ato, que arrumem outra viatura para a Fercal. Estamos esperando o contato para se possível debatermos democraticamente esse assunto, nosso contato é 8421-4291 , sou o (Prefeito) Representante comunitário desta região, Secretário executivo do CRDRS ( Conselho Regional de Desenvolvimento Rural Sustentável de Planaltina), 1º Secretário do SINDFHORT – Sindicato dos Produtores Rurais do Distrito Federal.

  3. ANA MEIRE BRITO disse:

    Gostaria de receber a relação dos Conselhos em todo DF. Cidades, nomes, endereços, telefones. grata, Ana Meire

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *